quinta-feira, 15 de setembro de 2011

0 samba e herança



No contra fluxo do que se tocava e toca nas rádios pop, um grupo de percussionistas, músicos e sambistas se reuniram para trocar uma prosa sobre a história do samba ao som de um pandeiro, rebolo, surdo, chocalho, violão, cavaco. Sob a iluminação de um candeeiro, luminária utilizada nos tempos em que o samba e outras manifestações populares, cirandas, jongos, umbigada, aconteciam nas fazendas e nos quilombos, estes que viraram a ser as favelas e comunidades de hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

tereza cristina

Loading...

Adoniran Barbosa

Loading...